Coquetel como recepção

Bom Dia. Recebi duas dúvidas de duas lindas noivinhas por email, que me relataram que não tem condições para fazerem uma festa no dia de seu casamento, mas que não queriam que passasse em branco ‘apenas a igreja e depois ir embora’, e também não queriam uma recepção sem graça. Entrei em contato com uma amiga que se casou em 2011 e a festa teve o perfil de um coquetel, ficou super bacana e me lembro que na época ela disse que a economia foi grande. Pedi que ela desse dicas para vocês sobre o que e como fazer uma recepção nesse perfil. Eis o que ela me contou:

“A decisão de fazermos um coquetel foi financeiro. Nesse período, são muitos gastos com a casa nova, viagem de lua de mel, com o próprio casamento e seria necessário priorizar alguma coisa. 
No nosso caso, priorizamos os gastos com a nossa casa e com a nossa lua de mel dos nossos sonhos, mas ao mesmo tempo não queríamos deixar de comemorar esse momento tão especial com a nossa família e amigos e também registrar tudo.
 
O principal desafio foi encontrar um local pequeno e próximo da igreja, pois não queria que os convidados se deslocassem para um coquetel, pois não queria que achassem que seria uma festa e quando chegassem lá e se decepcionassem.
Primeiro, procurei uma igreja que tivesse um salão ao lado, da própria paróquia. Dessa forma seria o ideal para mim. Mas em Uberlândia não achei. Os salões das igrejas, quando não eram muito pequenos, eram muito mal cuidados e não tinham estrutura suficiente. Teríamos que gastar muito com decoração, tecidos, etc.
 
Conversando com algumas amigas, elas me deram a ideia de um salão de festas menor e mais aconchegante, que caberiam todos, aproximadamente, 250 pessoas e que era próximo à igreja, o Fest Haus. Fui até lá conhecer e, graças a Deus, deu tudo certo. O local se encaixava perfeitamente nas minhas necessidades.
A partir daí, comecei a planejar om que faria para dar um “ar de casamento” para aquele lugar onde iria comemorar um dos dias mais importantes da minha vida.
 
Depois de muito pensar, cheguei à conclusão que eu não queria servir apenas bolo e champagne, como na maioria dos receptivos que já tinha ouvido falar , mas também não queria incrementar demais. Acrescentei algumas comidinhas de sal.
 
O meu mini casamento, teve de tudo que um mega casamento tem, com a nossa cara e dentro da nossa realidade.
Teve a nossa “chegada triunfal” rs, discurso, brinde , fotos com os padrinhos, parentes e amigos, o momento da gravata e muitas emoções.
 
Falando da parte racional,em 2011, gastamos uma média de R$8.000,00 com tudo ( salão, decoração, comes e bebes, garçons, doces e o saxofonista que ficou tocando uma música ambiente)
 
O que teve:
– Mesa com doces
– Maquete do bolo
– Noivinhos ( eu queria muito rs)
– Água, refrigerante e espumante branco
– Cadeiras nos cantos para os mais velhos e mães com crianças se sentarem
– Umas 3 mesas de apoio, pois as pessoas ficavam de pé
– 4 tipos de canapés frios e 4 tipos de salgados quentes que eram servidos pelos garçons
– Saxofonista 
 
Não me arrependo de ter feito meu casamento dessa forma. Foi muito feliz em todos os momentos e tenho tudo registrado até hoje.
Recomendo muito o “mini casamento”.
 
Espero que te ajude!!!”
O salão escolhido pela Natássia:
fest-haus_0_198_4503
A decoração do espaço, com a mesa de doces e o bolo em destaque:
320540_220595274674619_1531320885_n 1 296011_220595301341283_216394223_n 2
E realmente como a própria Natassia disse, eles puderam fazer todos os protocolos esperados para o grande dia!
O brinde:
310981_220480831352730_177176193_n
Fotos com pais, dama e padrinhos:
294094_220481221352691_1435713511_n
313551_220481108019369_660983025_n
Passar a gravata:295840_220481318019348_942477552_n
E o mais esperado pelas solteirinhas de plantão, o buquê!essa 317861_220481444686002_1410453793_n 296365_220481504685996_107899880_n
Eu me lembro bem que o casamento da Natassia e do Robson foi um divisor de águas para mim no quesito “não quero me casar nunca”. Lembro do clima, da sensação, do amor nos olhos dos dois, do quanto me emocionei (foi o primeiro casamento em que chorei exceto o da minha irmã). Foi tudo muito lindo e acredito que seja por isso que a Natassia não mudaria nada, porque não tinha um milímetro a ser mudado! Ela estava linda, e a memória daquela porta da igreja se abrindo ficará nas minhas recordações para sempre. Há muito tempo queria trazer o casamento dela aqui para vocês, acho que é porque ele também é muito importante para mim… hehe
Natassia, obrigada por sempre tirar minhas dúvidas, me ajudar, me socorrer no bate-papo, por ser a minha personal amiga casada, que me dá sempre boas dicas… E obrigada por agora fazer também parte do blog! Tenho certeza que está ajudando muitas noivinhas… Beijocas!

Deixe seu comentário!!! Será um prazer receber seu feedback de nossos posts! O BLOG NÃO SE RESPONSABILIZA POR COMENTÁRIOS DEIXADOS NOS POSTS E O CONTEÚDO DESTES É TOTAL RESPONSABILIDADE DO AUTOR DOS MESMOS!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: